sexta-feira, 27 de junho de 2014

COMEMORAÇÃO SAUDÁVEL

                  Namorar é ...atrair, cativar, inspirar amor e seduzir..
            E claro que uma boa comida não pode faltar, já que todas as comemorações estão ligadas à algum tipo de alimento. Porém, uma das maiores dificuldades encontradas, quando o assunto é manter uma alimentação equilibrada é o que comer nestas ocasiões especiais. 
            Em se tratando de casais, um deve apoiar o outro, desde à atividade física ao plano alimentar, pois todos correm o risco de exagerar. 
Entao fique atento! Seguindo as dicas abaixo, você não vai extrapolar os limites e se arrepender do que comeu.
O primeiro conselho que eu sugiro é: evite sair de casa com fome, assim você pode escolher o que irá comer com calma e optar pelo que for mais saudável.
Em barzinhos:
  • Antes de sair, engane o estômago com uma porção de castanhas ou sementes, por exemplo.
  • Antes de pedir a bebida alcoólica, peça uma garrafinha de água, você ganha tempo para checar todas as opções do cardápio e escolher melhor seu drink e seu petisco.
  • Prefira drinks que você já sabe que consumirá mais devagar e tente se contentar com uma dose.
  • Use o truque de intercalar um copo de água a cada dose.
  • Prefira bebidas com menor teor alcoolico, elas são menos calóricas.
  • Cuidado com os petiscos e porções! Evite os pães com patês à base de maionese ou versões de antepastos marinados em azeite.
  • Fuja das porções fritas, busque as não-fritas, comidinhas leves como: espetinhos de legumes , palitos de cenoura e pepino com molhos à base de iogurt,  carpaccio com alcaparras

Em uma pizzaria:

·         Evite combinar pizza e bebidas alcoólicas. Os dois são considerados carboidratos, e, juntos, favorecem o estoque de gordura.
·         Prefira sempre os sabores mais leves (atum, escarola, mussarela, ricota, rúcula com mussarela de búfala), evite os recheios carregados de gordura.
·          Tente consumir a pizza com a massa fina.
·         Evite comer sobremesa.


Em um restaurante japonês:

·         Prefira os sashimis (fatias de peixe cru) aos sushis (rolinhos de arroz), pois estes são carboidratos.
·         Prefira o atum ou o namorado ao salmão.
·         Prefira os sushis com kani, pepino, peixes crus ou califórnia. Evite hot filadélfia, salmão skin e tempuras mais calóricos por serem empanados e fritos.
·         Troque os rolinhos primavera ou guiozas fritos, pela versão no vapor.
·         Prove os peixes grelhados ou opte por um mishossiro ao invés de usar pratos mais típicos da cozinha chinesa, como é comum nos rodízios.
·         Cuidado com a porção de shimeji ou shitake, divida-as com alguém, já que são preparadas na manteiga.
  • Acrescente limão espremido em seu shoyo light, além de diminuir o glutamato monossódico enriquece-o com vitamina C.

Em um restaurante italiano:.
  • Tente dispensar o couvert e fique com uma salada de entrada.
  • Divida seu prato de massa.
  • Prefira os molhos vermelhos aos brancos.
  • Tente evitar acompanhamentos na massa como: pães, queijos, azeite.
  • Evite as sobremesas ou divida-a.

Em uma churrascaria:
  • Sempre faça um prato de salada para iniciar! Abuse da salada das folhas verdes escuras e evite as saladas que contêm maionese ou batatas.
  • Prefira as carnes mais magras: alcatra, maminha, fraldinha e frango sem pele.
  • Evite picanha, costela, cupim, tender, lingüiças, queijos amarelos, carnes com bacon e coração de frango.
  • Como acompanhamento, evite os carboidratos. Se isso não for possível, troque as batatas, cebolas, mandiocas e polentas fritas, por pouco arroz de preferência integral.

Em um restaurante Árabe:
  • Prefira os salgados assados aos fritos. Uma boa sugestão é comer o quibe cru e não o frito, mas cuidado com o excesso de azeite para o tempero.
  • Evite muito pão com patês!!!
  • Abuse das saladas e tabule, experimente abobrinha recheada de carne e manere na porção de arroz e charutinhos com arroz.
           
    Depois da comemoração, retorne à refeição habitual e à sua reeducação alimentar correta. Quando ocorre uma viagem e surge a necessidade de se alimentando fora de casa, o ideal é sempre tentar aproximar ao máximo de nossas regras alimentares. Quando essa opção não for possível, transforme esse momento em uma exceção ao seu plano alimentar. E como toda exceção só existe quando há uma regra, fica muito mais fácil retornar a normalidade depois e não perder o foco. Lembre-se para ter uma dieta saudável é preciso fazer boas escolhas!!




             



segunda-feira, 19 de maio de 2014

Anabolizantes X suplementos: diferenças e riscos

 
Os esteroides androgenicos anabólicos (EAA ou AAS do ingles Anabolic Androgenic Steroids) também conhecidos como anabolizantes, são uma classe de hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. 



A testosterona natural tem dois efeitos distintos no organismo: um é o efeito andrógeno que influencia nas características masculina como mudança de voz, crescimento do órgão sexual e de pelos e a agressividade e efeito anabólico com influencia na redução da gordura corporal, aumento de força, libido e massa muscular.

O desenvolvimento dos esteroides anabólicos teve como objetivo o aumento do efeito anabólico e a diminuição do efeito andrógeno. No entanto não houve sucesso na tentativa de obter um anabolizante sem o efeito andrógeno.
Os anabolizantes foram descobertos em 1930 e tem sidos usados desde então para inúmeros procedimentos médicos incluindo a estimulação do crescimento ósseo, apetite, puberdade e crescimento muscular; podem também ser usados em pacientes submetidos a grandes cirurgias ou que tenham sofrido acidentes sérios o qual acarretam um colapso de proteínas no corpo. O uso também é comum para condicoes cronica debilitantes como AIDS e câncer porém atualmente a maior parte dos usuários utilizam com o objetivo de aumentar a capacidade de treinamento, força física e de massa muscular. 
 O uso é maior entre homens, mas atualmente o consumo do publico feminino vem aumentado progressivamente, entretanto independente do sexo os usuarios podem desenvolver dependência.

  Os anabolizantes são encontrados em comprimidos, injeções intramusculares e transdérmicos via creme, gel ou atadura transdérmica.. Sao inumeros os possiveis efeitos colaterais, os mais comuns em homens sao a calvice, ginecomastia (crescimento dos mamilos), hipertrofia da prostata, já em mulheres os efeitos sao  virilização (aumento dos pelos e engrossamento da voz), amenorréia (ausência da menstruaçao e aumento do clitoris, podemos citar também como efeitos colaterais em ambos os sexos a acne, impotencia, esterilidade, agressividade, hipertensão, problema de tendões e ligamentos, aumento do colesterol, dores de cabeça, enrijecimento das articulações, hepatoxicidade e  insonia.


Já os suplementos ou complementos alimentares sao preparações destinadas a complementar a alimentação equilibrada fornecendo nutrientes como vitaminas, minerais, fibras, ácidos graxos e aminoácidos que  não podem ser consumidos em quantidade suficientes. Promovem a melhora da performance e consequentemente na capacidade em atender a demanda nutricional adequada.
 
Os suplementos diferenciam-se em:
- Hipercalóricos: alto valor energético
- Proteicos: auxiliam na formação de músculos
- Termogênicos: ajudam no aumento do metabolismo
- Antioxidantes: ajuda na eliminação dos radicais livres
- Polivitaminicos e minerais.

A maioria dos suplementos alimentares parecem inofensivos mas dependendo da quantidade ou do componente pode resultar em consequências desagradáveis, por isso quem deseja iniciar o uso para melhor adequação em proporções e horários apropriados deve procurar uma orientação profissional de um nutricionista, lembrando que nenhum suplemento substitui uma alimentação saudável.





Referencias bibliograficas:

Brodsky, IG; P Bagalopal and KS Nair (1996) Effects os testosterone replacement on muscle mass and msucle protein synthesis in hypogonodal men  a clinical research center study. Journal of  clinical Endocrinology & Metabolism, Vo 81

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Conheça as propriedades do gengibre

                                

         O gengibre é umas das  plantas medicinais mais antigas e populares do mundo com propriedades terapêuticas resultantes da ação  de várias substâncias  benéficas ao organismo.
         É considerado antioxidante, anti-inflamatório, bactericida , anti-coagulante, desintoxicante pois ajuda no combate à proliferação de vírus e bactérias e também um termogênico natural, pois aumenta a temperatura do corpo acelerando o metabolismo sendo um excelente coadjuvante ao emagrecimento.
         É utilizado para o tratamento de náuseas, enjôos, diarréia, dor de estômago e também indicado contra inflamações na garganta, asma e bronquite.
         Devido ao seu poder anti-séptico é muito utilizado na culinária japonesa para neutraliza o paladar entre os pratos.  

         Mas suas propriedades funcionais não acabam aí:

* é afrodisíaco, pois promove a vasodilatação e aumento da circulação sanguinea
* melhora o sistema imunológico, protegendo  o organismo das gripes e resfriados;
* é antioxidante prevenindo o envelhecimento

         Mas atenção: o consumo do gengibre deve ser evitado em pessoas com pressão arterial alta e a sua forma em pó pode causar azia em alguns indivíduo. Procure sempre a ajuda de um nutricionista para a elaboração da sua dieta alimentar.

Confira abaixo 2 receitinhas fáceis e refrescantes para turbinar sua rotina diária:

* CHÁ DE GENGIBRE

Ingredientes:
1 colher de chá de gengibre ralado
1 xícara de chá de água.

Modo de Fazer: Despejar o gengibre na água e ferver por 5 minutos. Coar e beber morno ou frio.

Dica da Nutri: não despeje a água muito quente sob o gengibre, pois perde suas propriedades. Se quiser pode mastigar os pedacinhos de gengibre.



*LIMONADA COM GENGIBRE, HORTELÃ E MEL

Ingredientes:
4 limões
4 colheres de sopa de mel
Gengibre fresco
Hortelã

Modo de Fazer Numa tigela, misture o gengibre picado, 15 folhas de hortelã picada e o mel. Ferva duas xícaras de água e verta sobre a mistura. Deixe repousar durante 5 minutos e coe.  Acrescente o suco de três limões e acrescente mais uma xícara de água e gelo. Sirva com folhas de hortelã e rodelas de limão
.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Goji Berry

            O Goji berry (Lycium barbarum L.),  é uma pequena fruta vermelha de sabor levemente azedo tradicional da medicina chinesa e vastamente consumida devido ao seus inúmeros benefícios a saúde, dentre eles melhora da visão, funções renal e hepática.

            O suco produzido de seu fruto é de coloração vermelho-alaranjada contendo  um arsenal de vitaminas, minerais, aminoácidos e antioxidantes.

            Confira  os benefícios que essa fruta agrega para nossa saúde:

* Possui grande quantidade de polifenóis, como antocianina e resveratrol, que  protegem o nosso corpo do envelhecimento precoce.

* Devido ao alto teor de aminoácidos reforça e mantém os vasos sanguíneos elásticos

*
Fonte de vitamina C, melhora a energia e o bem-estar de uma maneira geral

* Possui vitaminas do complexo B que mantêm o sistema imunoló­gico saudável e competente

* Tem betacaroteno, que protege a pele dos danos causados pelo sol

* O poder antioxidadante dos polifenóis, presentes na fruta, contribui para a prevenção do câncer

* Protege os olhos, pois contém luteína e zeaxantina, dois carotenóides que previnem a degeneração ocular

* Auxilia na redução do colesterol.

            É encontrado aqui no Brasil em lojas de produtos alimentícios na versão desidratada ou em pó e  pode ser consumida na forma de chá, a qual é muito popular na China, também pode ser ingerida adicionada a sucos, misturado com iogurte, cereais ou frutas.



                                  

*Referências:
 Bucheli,P;Vidal,K;Shen,L;Gu,Z; Zhang,C; Miller,L,Wang,J. Goji Berry Effects on Macular Characteristics and Plasma Antioxidant Levels Optometry and Vision Science, Vol. 88, No. 2, February 2011
 
Navindra P. Seeram. Berry Fruits: Compositional Elements, Biochemical Activities, and the Impact of Their Intake on Human Health, Performance, and Disease. Journal of Agricultural and Food Chemistry 2008 56 (3), 627-629